Ações

O Movimento Borandá está presente ao longo de toda a Mata Atlântica com projetos e atividades que incentivam o público a conhecer e cuidar de nossas áreas naturais. Conheça as nossas ações!

Atividades no Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Realizamos a formação de jovens moradores das comunidades do entorno do Parque Nacional da Serra dos Órgãos para atuação como educadores ambientais, recebendo alunos de escolas públicas para visitas à uma trilha interpretativa no Circuito Juçara. Os jovens educadores ensinam sobre a fauna, flora e ecologia do parque de forma lúdica e, assim, criam uma ponte para a aproximação entre a população local e o parque.

 

Atividades no Parque Estadual de Ilhabela

Em Ilhabela foram feitas reuniões com atores locais, visitas técnicas em trilhas, e o desenvolvimento de um curso dado numa escola estadual da região. Com o avanço da pandemia, as atividades de educação ambiental programadas em parceria com a equipe do Parque foram adaptadas para a sua realização de forma remota, e produzimos material de apoio às visitas pedagógicas na Trilha da Água Branca voltado à comunidade do entorno. Confira aqui o Guia Pedagógico da Trilha da Água Branca!

 

Conexões Mata Atlântica e Oceanos

Celebramos o Dia Mundial dos Oceanos e a Semana do Meio Ambiente com um fim de semana recheado de atividades no Rio de Janeiro. As atividades – todas gratuitas! – incluíram desde mesa de debate até trilhas, apresentações teatrais, e uma limpeza subaquática e da praia de Itaipu, em Niterói. No Parque Nacional da Tijuca, a garotada se divertiu na Trilha do Rio Carioca, onde pais e filhos se conectaram com a mata através de atividades lúdicas, como contação de histórias e oficina de coleta de folhas.

 

Um Dia no Parque

Em 2019, a campanha Um Dia no Parque contou com a participação de 197 Unidades de Conservação por todo o Brasil. A programação contou com atividades para todos os gostos, incluindo observação de estrelas e aves, caminhadas, trilhas, piqueniques, oficinas de fotografia, e até mesmo atividades radicais como ciclismo e rapel para os mais aventureiros.